Espécies de Água Doce

Aruanã de Prata: A Dança Majestosa do Dragão d’Água no Seu Aquário

O Aruanã de Prata (Osteoglossum bicirrhosum) é um peixe de água doce conhecido por sua aparência elegante e movimentos graciosos. Originário da América do Sul, este gigante do rio pode crescer até 90 cm e é um peixe incrivelmente intrigante para aquaristas experientes.

Nome popularAruanã de Prata
Nome científicoOsteoglossum bicirrhosum
FamíliaOsteoglossidae
OrigemAmérica do Sul
ComportamentoSemi-agressivo
pH Ideal6.0 – 7.0
Temperatura Ideal24°C – 30°C
Dureza da água2-20 dGH
Expectativa de vidaAté 15 anos
Tamanho adultoAté 90 cm

Alimentação

O Aruanã de Prata é um predador natural, alimentando-se principalmente de pequenos peixes, insetos e crustáceos. Em cativeiro, pode ser alimentado com alimentos vivos e congelados, como camarões e lulas.

Comportamento

Os Aruanãs de Prata são famosos por seus saltos impressionantes e podem saltar até 2 metros fora da água. Um aquário bem coberto é essencial para evitar acidentes.

Requisitos do Aquário

Um aquário de no mínimo 250 galões (945 litros) é necessário para um adulto. A decoração deve ser mínima, com espaço suficiente para nadar.

Reprodução

A reprodução em cativeiro é rara e requer um ambiente muito específico, incluindo um tanque extremamente grande e condições de água perfeitas.

Saúde e Doenças Comuns

Uma dieta inadequada ou condições de água pobres podem levar a problemas de saúde, como doença da linha lateral.

Coabitação com Outros Peixes

Devido ao seu tamanho e natureza predatória, o Aruanã de Prata deve ser mantido com peixes de tamanho semelhante que não possam ser vistos como presas.


O Aruanã de Prata é, sem dúvida, um dos peixes mais majestosos e fascinantes do mundo aquático. Seu tamanho, comportamento e aparência tornam-no uma atração central em qualquer aquário grande. No entanto, a manutenção deste gigante requer uma compreensão profunda de suas necessidades e um compromisso sério com seu cuidado. Este guia serve como um ponto de partida para aqueles dispostos a aceitar o desafio de manter este “dragão d’água” em seu aquário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *